Logo Quanto

Open Banking e Open Finance

Entenda como a abertura do sistema financeiro impacta a vida de empresas e pessoas

Imagem de apresentação do open banking
O que é o Open Banking?

Open Banking é, antes de tudo, um conceito. Trata-se de uma dinâmica para o fluxo de informações bancárias como saldo e extrato, por exemplo. Nela, são os próprios clientes que podem consentir ou não em compartilhar esses dados em troca de melhores ofertas de produtos e serviços financeiros.


CONHEÇA NOSSA SOLUÇÃO DE OPEN BANKING
COMO FUNCIONA

O fluxo de dados do Open Banking pode acontecer dentro de regulações próprias, como também partir da iniciativa de mercado via acesso direto aos dados.


O Open Banking regulado, a exemplo da PSD2 no Reino Unido e do processo que está sendo conduzido pelo Banco Central aqui no Brasil, cerca o mercado por uma série de regulações, padronizações de sistemas e tecnologias, questões de segurança, usabilidade e proteção dos dados.


No caso do Open Banking pela iniciativa de mercado, como acontece nos Estados Unidos, as próprias empresas adotam padrões do mercado aberto e empoderam seus usuários com os dados que têm sobre eles, abrindo a possibilidade de eles compartilharem essas informações com outras empresas.

A gente explica

Na prática, o cliente escolhe como, quando e com quem compartilhar seus dados.

Todas as informações que o seu banco guardou sobre você ou sua empresa durante todo o período de relacionamento de vocês (como saldo, extrato, limites de crédito e empréstimos, por exemplo) agora podem ser compartilhados com outros bancos e instituições para que eles ofereçam produtos e serviços financeiros customizados às suas necessidades.

Do Open Banking para o Open Finance

Assim como o Open Banking propõe a abertura dos dados bancários para clientes terem acesso a uma nova gama de produtos e soluções financeiras, o Open Finance propõe abertura de dados que vão além do sistema bancário, englobando seguradoras, casas de câmbio, birôs de crédito, investimentos e previdência, por exemplo.

Open banking para open finance
Vantagens de abrir os
dados financeiros

Clientes ganham a possibilidade de adquirir produtos e serviços personalizados, desenvolvidos ou remodelados especificamente para cada necessidade. E empresas conseguem calibrar suas ofertas de acordo com a renda e outros dados financeiros dos clientes.

LupaCliente no controle:

são os consumidores que escolhem como, quando e com qual instituição participante querem compartilhar os seus dados - e podem interromper o consentimento a qualquer momento.

BancoSegurança e privacidade:

o compartilhamento dos dados só acontece com o consentimento do cliente, em um processo realizado dentro de um ambiente com diversas diretrizes de segurança e regulado pelo Banco Central.

CadeadoProteção de dados:

o processo segue regras já estabelecidas, como Lei de Sigilo Bancário, Cadastro Positivo, normas do BC sobre segurança cibernética, Manual de Segurança do Open Banking e LGPD.

Cronograma de implementação do Open Banking no Brasil

VEJA O CRONOGRAMA DETALHADO
linhaquadrado

Estrutura de Governança do Open Banking Brasil

Para facilitar a criação e implementação dos padrões do Open Banking no Brasil, o Banco Central instituiu uma Estrutura Inicial de Governança

Responsável por deliberar questões estratégicas e padrões técnicos essenciais para a implementação do Open Banking no Brasil, com base em recomendações dos Grupos de Trabalho. As decisões tomadas aqui são encaminhadas para o Banco Central, que as leva em consideração para criar as normas regulatórias.

Aproveite todas as oportunidades
do Open Banking

Nossos profissionais vão auxiliar você e a sua empresa nessa jornada
sem volta rumo ao sistema financeiro aberto.